Muito além dos mimos, Roteiros do Charme dão atenção total aos hóspedes

Texto: Daniela Maciel

Edição: Carla Silva

Pertencer à Associação Roteiros de Charme é uma distinção que apenas 70 empreendimentos têm no Brasil – entre hotéis, pousadas e refúgios -, sendo cinco em Minas Gerais. O conceito exige dedicação. Aconchego, exclusividade e muitos mimos são itens obrigatórios, mas não suficientes. É preciso também ter responsabilidade ambiental e cuidar da valorização da cultura local.

Fundada em 1992, a Associação seleciona empreendimentos pela variedade das suas características e personalidades independentes, segundo rígidos critérios quanto ao conforto, qualidade de serviços e responsabilidade socioambiental, sempre de forma economicamente viável e sustentável.

O mais recente empreendimento mineiro a fazer parte da lista é o Loft da Serra, que fica em Lavras Novas, na Região Central. De acordo com o proprietário da pousada, Luiz Tonelli, criada em 2017, a casa tem 14 lofts. “Nosso projeto nasceu com a premissa de oferecer excelência em hospitalidade, conforto e design para os nossos hóspedes”, explica Tonelli.

O conceito exige dedicação. Aconchego, exclusividade e muitos mimos são itens obrigatórios, mas não suficientes. É preciso também ter responsabilidade ambiental e cuidar da valorização da cultura local.

Os pilares definidos pela Loft da Serra são: acomodações com hidromassagem, espaço amplo, muito conforto, outras “facilities” e decoradas com moveis de designers; atendimento e serviços voltados a satisfazer as necessidades e expectativas dos hóspedes durante a estada; tratamento dos resíduos líquidos gerados e utilização de energia solar.

“A entrada na Roteiros de Charme foi uma coisa relativamente natural por compartilhamos os mesmos princípios de respeito aos hóspedes, a sociedade ao redor, aos fornecedores e ao meio ambiente”, destaca o empresário.

Já a Mirante da Colyna, que fica em Monte Verde, distrito de Camanducaia, no Sul de Minas, está no circuito desde 2011. As 24 unidades são puro cuidado em um dos cenários mais românticos do Estado. Para participar do Roteiros foram necessários retoques mínimos.

De acordo com o sócio-proprietário da Mirante da Colyna, Luís Gustavo Almeida, é no inverno que acontece a alta temporada, mas nos feriados prolongados, mesmo no verão, as vagas são disputadas e a reserva deve ser feita com antecedência.

“Para entrar na Associação Roteiros de Charme é preciso ser convidado. Depois disso é feita uma vistoria minuciosa. Fizemos apenas alguma adequação nas saunas. O Charme vai além das questões técnicas, é muito mais uma questão de hospitalidade, de querer servir bem. E nisso a tradição mineira é mestre”, avalia Almeida.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.