Gastronomia

Belo Horizonte é escolhida pela Unesco para compor a Rede de Cidades Criativas da Gastronomia

A capital mineira passa a integrar o seleto grupo de quatro cidades no Brasil reconhecidas mundialmente pela riqueza gastronômica.

Belo Horizonte acaba de ser escolhida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) para compor sua Rede de Cidades Criativas, na categoria Gastronomia. O reconhecimento internacional foi anunciado nesta quarta-feira (30/10), pela diretora geral da Unesco, Audrey Azoulay, em Paris (França).

Ao ingressar na Rede de Cidades Criativas da Unesco, os municípios se comprometem a compartilhar suas melhores práticas e desenvolver parcerias, envolvendo os setores público e privado e a sociedade civil. A Rede abrange sete áreas criativas: Artesanato e Artes Populares, Artes Midiáticas, Audiovisual, Design, Gastronomia, Literatura e Música.

A capital mineira passa a integrar o seleto grupo de quatro cidades no Brasil reconhecidas mundialmente pela riqueza gastronômica. Além de Belo Horizonte, no país fazem parte da Rede da Unesco no quesito Gastronomia as cidades de Florianópolis, Paraty e Belém. Ao redor do mundo, outras 27 cidades integram a Rede pela Gastronomia.

O título passa a ser motivo de ainda mais trabalho, especialmente em ações em longo prazo que já fazem parte do projeto de valorização da gastronomia desenvolvido pela Prefeitura de Belo Horizonte, com coordenação da Belotur. Nos últimos anos, órgãos públicos e privados, instituições de ensino e sociedade civil vêm trabalhando na elaboração colaborativa de um plano estratégico para o setor gastronômico – em múltiplas frentes, em consonância com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030. 

Além da instauração de uma governança, outras ações foram desenhadas, contemplando políticas públicas inovadoras; estudos e monitoramentos sobre os setores criativos; a integração do Município com os circuitos limítrofes; e a ampliação da oferta de roteiros gastronômicos de experiência. 

Essas ações, e a própria candidatura à Rede de Cidades Criativas, integram o Programa Municipal de Turismo Gastronômico, que tem como objetivo posicionar e qualificar Belo Horizonte e região como polo turístico gastronômico de relevância, por intermédio de políticas públicas e da articulação da cadeia produtiva. 

Rede Mineira

Com objetivo de promover ainda mais a integração entre cultura e turismo no estado, fomentando o engajamento de atores econômicos e culturais, a Secult articula, em parceria com os municípios de Diamantina, Cataguases e Belo Horizonte, a criação da Rede Cidades Criativas de Minas Gerais. A rede mineira, que prevê expansão para incluir outras localidades, está sendo formada para gerar cooperação, intercâmbio e potencializar a economia criativa nas cidades de Minas.

Além de Belo Horizonte, a cidade de Cataguases concorreu neste ano ao título da Unesco, na categoria Audiovisual, mas acabou não sendo selecionada pela organização internacional. A nova lista divulgada pela Unesco contempla 66 cidades, elevando o número de cidades criativas no mundo para 246 no total.

Rede da Unesco

A Rede de Cidades Criativas da Unesco foi criada em 2004 para promover a cooperação com e entre as cidades que identificam a criatividade como um fator estratégico para o desenvolvimento sustentável. Atualmente, as cidades que compõem a Rede trabalham juntas para alcançar um objetivo comum: colocar a criatividade e as indústrias culturais no centro de seus planos locais de desenvolvimento, além de cooperar ativamente com os planos de âmbito internacional.

Atualmente a Rede Mundial de Cidades Criativas, no campo da Gastronomia é composta pelas cidades de: Belo Horizonte (MG), Florianópolis (SC), Belém (PA), Paraty (RJ), Cochabamba (Bolívia), ChengDu, Macao e Shunde (China), Buenaventura e Popayán (Colômbia), Jeonju (Coréia do Sul), Burgos e Dénia  (Espanha), San Antonio e Tucson (EUA), Rasht (Irã), Alba e Parma (Itália), Tsuruoka (Japão), Zahlé (Líbano), Enseada (México), Bergen (Noruega), Cidade do Panamá (Panamá), Östersund (Suécia), Phuket (Tailândia), Hatay e Gaziantep (Turquia), Afyonkarahisar (Turquia), Arequipa (Peru), Bendigo (Austrália), Bergamo (Italia), Hyderabad (Índia), Mérida (México), Overstrand Hermanus (África do Sul), Portoviejo (Ecuador), Yangzhou (China). 

Informações da Agência Minas e Belotur

Foto: Gil Leonard/Imprensa MG

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: