Texto: DANIELA MACIEL

Edição: Carla Silva

Em Minas Gerais o ciclo do ouro, entre os séculos XVII e XIX, deixou como herança para moradores e visitantes um riquíssimo patrimônio cultural, histórico e religioso. Uma visita à região Central do Estado revela em meio à natureza preservada – que oferece diversas opções de turismo de natureza, de aventura e rural – dois exemplares únicos de hotelaria e hospitalidade. Sendo uma ótima opção para o período de inverno.

Nas duas pontas da Rota “Entre Serras – da Piedade ao Caraça”, que faz parte do Circuito Turístico do Ouro, dois santuários naturais e religiosos abrem as portas centenárias para receber no mais puro estilo mineiro: comida gostosa e farta, história, fé e boa prosa.

No município de Catas Altas, exercita a sua majestade, o Santuário do Caraça do alto de 1700 metros de altitude. O antigo Colégio, que recebeu a visita dos dois imperadores do Brasil e formou, entre outros nomes importantes da política nacional, os ex-presidentes da República Afonso Pena e Artur Bernardes, hoje é um hotel com 41 apartamentos e oito quartos com banheiros externos, além de algumas casas, com acomodações mais simples, para a hospedagem de até 200 pessoas. Suas diárias são com pensão completa além da entrada na Reserva Natural.

A propriedade com 11.233 hectares, que pertence à Província Brasileira da Congregação da Missão, é uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), que atrai pesquisadores do mundo todo.

A catedral neogótica, consagrada a Nossa Senhora Mãe dos Homens, que ficou pronta em 1883, recebe, costumeiramente, em seu adro a visita de um lobo guará. No fim da noite, quando o frio aperta e todos já jantaram e estão agasalhados, hóspedes, funcionários e padres se juntam para contemplar um espetáculo da natureza. Mas é preciso silêncio e paciência. O animal, que na região é respeitado e protegido, é desconfiado e se aproxima aos poucos. É um jogo e avanço e recuo até que ele fique a vontade. Algumas vezes, vem acompanhado da família, sempre alguns passos atrás.

Do outro lado da rota, distante pouco mais de 80 quilômetros, o Santuário Nossa Senhora da Piedade, na cidade de Caeté, também se ergue sobre as nuvens. A igreja dedicada à padroeira de Minas Gerais é a menor basílica do mundo. Ao lado, porém, foi construído um complexo capaz de receber verdadeiras multidões. A Basílica Estadual das Romarias, construída na década de 1970, pode receber até 3 mil fiéis em sua nave.

As opções de hospedagem na cidade e aos pés da Serra são variadas, porém é na Casa dos Peregrinos Dom Silvério que a experiência se faz completa. É a única oportunidade de passar a noite ao lado do Santuário, construído no final do século XVIII. O espaço é a casa dos padres que celebram e comandam o lugar. Os poucos quartos que sobram podem ser alugados por visitantes.

Foto: Carla Silva

A simplicidade é franciscana e sequer existe frigobar nas habitações. A comida é caseira e farta, coisa das mães e avós que trabalham entre causos e risos na cozinha da casa. Sinal de internet é raridade e é recomendável levar cheque ou dinheiro vivo, pois nem sempre é possível usar cartão de crédito.

Quando os turistas se retiram às 17 horas é a hora do silêncio chegar. Aos poucos tudo vai se aquietando e às 21 horas todos já estão recolhidos. Os mais dispostos à enfrentar o frio terão a oportunidade de contemplar um céu inigualável a menos de 60 quilômetros de Belo Horizonte. E quem acordar cedinho vai ver o sol nascer de trás das nuvens.

Os dois hotéis não têm fins lucrativos e tem vagas das mais disputadas do Estado. O ideal é fazer a reserva com meses de antecedência, especialmente para datas de festividades religiosas como Semana Santa, Corpus Christi e jubileus.

Circuito do Ouro

O Circuito do Ouro é uma região turística que agrupa 15 municípios, com afinidades culturais, históricas e naturais, com grande proximidade geográfica entre eles. Alguns dos municípios estão localizados na região metropolitana de Belo Horizonte, e os mais distantes estão a no máximo 170km da capital mineira.

O circuito é divido em 4 roteiros:

Entre Serras da Piedade ao Caraça, formada por Caeté, Barão de Cocais, Santa Bárbara e Catas Altas, emociona e encanta a todos com a religiosidade, gastronomia e natureza entre estes dois Santuários de Minas.

Entre Cenários da História, que agrupa os municípios que foram palco da história de Minas Gerais, composto por Congonhas, Ouro Branco, Ouro Preto e Mariana.

Entre Trilhas, Sabores e Aromas, formado por Rio Acima, Itabirito, Nova Lima e Sabará mostra a gastronomia muito além do pão de queijo agrupando os melhores pratos típicos da região, e une natureza com história de forma harmoniosa.

Entre Ruralidades e Personalidades mostra a cultura mineira, as vivências dos tropeiros e de grandes personalidades do barroco e da contemporaneidade, em Itabira e Nova Era.

Mais informações em: www.circuitodoouro.tur.br

SERVIÇO

Santuário do Caraça

Local: Estrada do Caraça, Km 9 – Entre os municípios de Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara – CEP 35960-000

Fácil acesso pelas rodovias BR 381 e MG 436, além do cômodo acesso por trem (Estação Dois Irmãos – Barão de Cocais)

Horário para visitação: Todos os dias, das 8h às 17h

Taxa de entrada: a partir de R$ 12,00 (em dias de semana)

Mais informações:

Site com opções de hospedagens: www.santuariodocaraca.com.br

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.