Fazenda de produtos orgânicos abre loja em BH

Loja Fazenda Alegria reúne três linhas: de produtos: carne wagyu (kobe beef), alimentos orgânicos e orquídeas

Texto: Daniela Maciel

Edição: Carla Silva

Acostumados a fornecer produtos para alguns dos melhores supermercados e restaurantes da Capital, produzidos na Fazenda Alegria, em Funilândia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), a família Neiva resolveu atender o pedido de amigos e abrir, em outubro, a primeira Loja Fazenda Alegria, na Vila da Serra, em Nova Lima, também na RMBH.

A Loja oferece mais de 200 produtos nacionais e importados selecionados pelo chef Masssimo Battaglini – curador do projeto – e o diretor de novos negócios da empresa, José Francisco Gonçalves, dentro e fora do Brasil. Foram mais de dois anos de pesquisas de uma ponta à outra do Brasil e países como Áustria, Índia, França, Itália, Espanha, México, Portugal e Turquia, entre outros. As grandes estrelas, porém, são os produtos da Fazenda. São três linhas: carne wagyu (kobe beef), alimentos orgânicos e orquídeas, batizadas como as três alegrias.

O gado Wagyu é uma raça japonesa que permaneceu desconhecida pelo resto do mundo até o século XIX. É o gado de corte com maior predisposição genética do mundo ao marmoreio, isto é, a gordura se distribui entre as fibras musculares, formando desenhos similares ao mármore. Essa característica indica a qualidade do produto e é responsável pelo altíssimo grau de sabor e maciez.

É considerada uma das maiores iguarias do mundo. Um quilo pode variar entre R$ 300 e R$ 600, dependendo do grau de marmoreio, numa escala de 1 a 12. A experiência é mesmo única. Eu, muito mais afeita à carne de porco, tive que me render. A degustação preparada pelo chef Massimo em forma de um lauto almoço em frente a casa grande da fazenda, colocou o kobe beff, em seus diferentes cortes, em um pedestal. A distribuição da gordura, que confere à carne uma maciez ímpar, em nada atrapalha o sabor. Ao contrário, a suculência dos preparos valoriza o gado que é cuidado com dieta especial, plantel reduzido e abate individualizado, evitando ao máximo o estresse do animal.

Assim como a loja surgiu para atender pessoas físicas que queriam ter acesso direto aos produtos, a própria fazenda também virou um negócio a pedidos, ao passar a fornecer ao mercado os produtos que começaram a ser produzido apenas para o consumo da própria família e eram repartidos entre amigos, familiares e os próprios empregados.

Os alimentos orgânicos, produzidos na própria Fazenda Alegria, chegam diariamente à loja. Eles são tratados sem o uso de agrotóxicos ou produtos químicos, em total harmonia com a natureza e respeitando o equilíbrio do solo (que é um organismo vivo), resultando em alimentos absolutamente saudáveis para o consumo humano, com alto valor nutritivo e sabor diferenciado.

A loja fica ainda mais bela com a presença das orquídeas, também produzidas na Fazenda. São duas espécies: phalaenopsis e vanda. A produção começou por meio da paixão da proprietária, dona Laila Neiva. Delas se faziam enfeites para a casa, presentes para os amigos e mais um modelo de negócios surgiu. Hoje a produção extremamente profissionalizada ocupa duas modernas estufas e horas de dedicação e estudo de uma equipe qualificada.

Leia também: Onde comprar orgânicos em BH

Um dia em Funilândia nos dá a dimensão do quanto amor e profissionalismo podem ser revertidos em qualidade e se transformar em um bom negócio. Na história da Fazenda e da família, primeiro um querer bem pela natureza e pelo próximo. Depois, organização, técnica e um apurado tino comercial transforma tudo em negócio e lucro. Parte desse lucro se reverte para a Escola Lafayette Neiva (o nome do pai do proprietário), com aulas duas vezes por semana, durante o horário de trabalho, exclusiva para os trabalhadores da Fazenda. As aulas têm como foco Leitura, Escrita e Cálculo, com a metodologia da Aprendizagem em Contexto, ou seja, as atividades em classe são desenvolvidas e realizadas usando-se as tarefas do cotidiano como referência.

Essa paixão por educar existe porque Evando Neiva, além de proprietário da fazenda e educador. “A Alegria é uma fazenda que virou escola ou uma escola que virou fazenda? Pra nós não tem dúvida: a Alegria é uma escola que virou fazenda!”, finaliza o fazendeiro e professor.

SERVIÇO

Loja Fazenda Alegria

Alameda Oscar Niemeyer, 1033. loja 8. Vila da Serra.

Funcionamento: segunda a sábado, das 10h às 19h

Contato: (31) 3318-0051

http://www.facebook.com/fazenda.alegria.loja

Fotos: Rafael Motta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.