#Museusporai Museu do Oratório – Ouro Preto

Nesta semana vamos contar um pouco sobre a nossa visita ao Museu do Oratório em Ouro Preto, Minas Gerais. Um espaço lindo e cheio de história.

O passeio já começa com o lado de fora com a bela da Igreja do Carmo, um exemplo da arte Rococó no Brasil, com peças e pinturas de Manuel Francisco Lisboa – Aleijadinho, Mestre Ataíde, Francisco de Lima Cerqueira, João Nepomuceno Correia e Ângelo Clerici. O museu e a Igreja dicam ao lado do Museu da Inconfidência e frente da Praça Tiradentes.

 

Igreja do Carmo – Ouro Preto Foto: Carla Silva

A tradição dos oratórios no país remonta de 1500, a primeira peça chegou ao Brasil junto com Pedro Álvares Cabral coma imagem de Nossa Senhora da Esperança. Segundo Ângela Gutierrez, fundadora do museu, em Minas Gerais o oratório simboliza a gratificação pelas andanças perigosas dos aventureiros, os acompanhando com a sua bênção e indispensável patrocínio. O certo é que esses objetos de fé, hoje escassos, ocuparam as íngremes montanhas, tornearam rios, produziram vilas, cidades, aglomeraram comunidades em torno da espiritualidade.

O Museu do Oratório foi montado em 1998 na antiga casa do noviciado do Carmo, traz ao público uma amostra da fé brasileira, e especialmente mineira, inserida com cotidiano dos anos setecentos e oitocentos.

ACERVO

O acervo do museu tem uma rica coleção de 162 oratórios e 300 imagens dos séculos  XVII ao XX. As peças do acervo foram doadas ao IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) pela colecionadora Ângela Gutierrez e são genuinamente brasileiras, principalmente de Minas Gerais.

Pequenos retábulos de uso particular, os oratórios têm sua origem nos primórdios da Idade Média. Esses utensílios religiosos chegaram à colônia pelas mãos do colonizador português e se espalharam pelas fazendas, senzalas e residências, tornando-se parte do cotidiano brasileiro.

Leia mais: Roteiro: dois dias em Ouro Preto

As peças são divididas em três temas principais: Oratórios Populares Domésticos, Oratórios Itinerantes ou de Viagem e Oratórios Afro-Brasileiros.

Ficamos encantadas com as peças que têm a altura de um homem grande ou até os que cabem no bolso. Os adornos vão do mais simples papel, conchas, tecido, ouro, prata e pedras preciosas. Aconselhamos separar um tempo para ir ao museu e para apreciar cada detalhe das peças.

 

 

SERVIÇO

Museu do Oratório

Endereço: Adro da Igreja do Carmo, 28 – Centro

Ouro Preto  – Minas Gerais

Horário de Funcionamento: 4ª a 2ª feira, das 9h às 17h30

Telefone: (31)3551-5369

www.museudooratorio.org.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.