Produção artesanal de queijos é uma das riquezas gastronômicas do Santuário do Caraça

Além do Queijo Minas Artesanal, com seu sabor e aroma marcantes, vinhos, hidromel, geleias, doces, compotas, pães, bolos e biscoitos são outras iguarias que conquistam o paladar dos visitantes do Santuário

O Santuário do Caraça, na divisa dos municípios de Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara,  na região Central em Minas Gerais, é um recanto de enormes riquezas no âmbito do turismo ecológico, histórico, cultural e de lazer. Outro ponto que desperta muito o interesse de quem vai visitar o local é a sua gastronomia. Repleta de tradicionalismo e ancestralidade, a cozinha do Caraça produz delícias que conquistam o paladar de todos os visitantes.

o vinhos, hidromel, geleias, doces, compotas, pães, bolos e biscoitos produzidos dentro do Santuário e que envolvem uma grande equipe de profissionais altamente capacitados. Outro produto que desperta muito o interesse do público é o Queijo Minas Artesanal (QMA), são dois tipos de QMA fabricados no local, o meia cura e o curado, produzidos, basicamente, de leite cru, coalho, pingo (fermento lácteo natural) e sal. O que muda é o processo de maturação, tempo de envelhecimento do queijo, onde o produto sofre uma alteração microbiológica, que resulta em uma transformação que intensifica o seu sabor, textura e aroma, conferindo a cada queijo qualidades específicas. No meia cura, o processo de cura dura sete dias; já no curado, o tempo é maior, em torno de 43 dias, conferindo a cada queijo aparência e sabor específicos.

O queijo minas artesanal, que carrega a chancela “Entre Serras da Piedade ao Caraça”, existe há mais de

200 anos, mas sua fabricação ficou extinta por 70 anos. A fabricação artesanal, feita por queijeiros locais, foi resgatada em 2015 por meio do projeto Primórdios da Culinária Mineira, do Senac, que tem o objetivo de resgatar e dar novos usos a hábitos, técnicas e produtos alimentares dos primeiros habitantes de Minas Gerais, com foco no desenvolvimento regional. A iniciativa desvenda a cultura gastronômica do Estado, gera renda e valor para o produto gastronômico local e seus produtores, promove o desenvolvimento econômico e o turismo regionais. O projeto contou com o apoio técnico da Emater e das prefeituras municipais de Barão de Cocais, Caeté, Catas Altas e Santa Bárbara.

Hoje, o queijo do Caraça é matéria prima de vários pratos da região do “Entre Serras”, principalmente em concursos e festivais gastronômicos. Quem quiser conhecer o processo de fabricação e provar as delícias gastronômicas que só o Caraça tem, pode fazer uma visita. O Santuário do Caraça funciona todos os dias da semana, das 08h às 17h para visitação e 24 horas para hospedagens previamente agendadas. A taxa de entrada para visitação custa, a partir de R$ 12,00. A hospedagem, com pensão completa, varia entre R$ 143,00 e R$ 220,00, por pessoa, a diária, dependendo da acomodação. Para mais informações e reservas acesse o site http://www.santuariodocaraca. com.br/.

Santuário do Caraça

SERVIÇO

Queijo Minas Artesanal (QMA) – Santuário do Caraça

R$25,00 – Meia Cura

R$45,00 – Curado

Local: Estrada do Caraça, KM9 – Entre os municípios de Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara – CEP 35969-000

Fácil acesso pelas rodovias BR 381 e MG 436, além do charmoso acesso por trem (Estação Dois Irmãos – Barão de Cocais/MG)

Horário de Funcionamento para visitação: Todos os dias, das 08 h às 17h

Valores: a partir de R$ 12,00

Fotos: Ricardo Augusto

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.